Assistência Técnica

Em Moçambique, os adolescentes (10-19) representam 23% da população (INE – RGPH 2017). As barreiras socio-culturais e o acesso limitado a uma educação sexual e reprodutiva de qualidade, fraca informação e acesso aos cuidados de saúde, são alguns dos desafios que impedem os adolescentes de praticarem comportamentos saudáveis e de atingirem o seu potencial máximo. Aliás, o sexo transacional e intergeracional, as infecções sexualmente transmissíveis (inclusive o HIV), a gravidez indesejada, os casamentos prematuros que afectam a cerca de 50% da rapariga Moçambicana (UNICEF 2015), o sexo desprotegido, o aborto inseguro, uso de álcool e drogas ilícitas, são problemas importantes nessa faixa etária e precisam de ser abordados com urgência. A taxa de fecundidade, nos adolescentes dos 15 aos 19 anos de idade, tem vindo a aumentar de forma preocupante, passando de 167 nascimentos por 1000 adolescentes em 2011, para 194 em 2015 (IMASIDA, 2015). A prevalência do HIV é de 7% (homens 3,2%; mulheres 9,8%) e, aproximadamente 50% das novas infecções por HIV ocorrem na adolescência (IMASIDA 2015).

O Serviço Amigo dos Adolescentes e Jovens (SAAJ) foi criado para proporcionar aos adolescentes e jovens um espaço, com uma equipa de saúde dedicada a estes, que oferecesse assistência à saúde sexual e reprodutiva (SDSR) de forma integrada, incluindo a prevenção, testagem e cuidados na área do HIV e do Planeamento Familiar. No entanto, a falta de infra-estrutura e pessoal de saúde qualificado representam grandes restrições que limitam o acesso a uma saúde e direitos sexuais e reprodutivos (SDSR) de qualidade.

 

Financiado pelo Governado de Flanders, oProjecto INGUISSA tem como objectivo aumentar o acesso e utilização de serviços de saúde sexual e reproductiva por parte dos adolescentes através do fortalecimento o sistema de saúde, capacitação de recursos humanos, provimento de serviços comunitários, desenvolvimento de pacotes integrados de educação e saúde e engajamento do adolescente no provimento de serviços de saúde sexual e reprodutiva (SDSR). Desta forma, o projecto traz uma abordagem de provimento de serviços de saúde preventiva e curativa desenhada especificamente para o adolescente.

 

O Projectoestá a ser implementado na Província de Maputo, nos distritos de Marracuene e Matola onde esta a implementar duas brigadas móveis que estão a cobrir as escolas e comunidade, 1 SAAJ modelo, 8 escolas secundárias, e 5 serviços de SAAJ.

 

Objectivo Principal do Projecto INGUISA

  • Melhorar o acesso aos serviços de saúde sexual e reprodutiva (SSR) dos adolescentes e jovens através de:
    • Fortalecimento do Sistema de saúde e educação na oferta de serviços que promovem uma abordagem centrada no adolescente/jovem
    • Mobilização dos adolescentes e jovens para o engajamento no manejo dos serviços de SSR

 

Objectivos Específicos

  • Fortalecer a abordagem do Sistema de saúde de forma a alcançar os adolescentes nas comunidades (sobretudo os que estão fora da escola)
  • Fortalecer a componente de educação em SSR nas escolas
  • Estabelecer grupos de adolescentes e diálogos comunitários
  • Gerar evidências sobre as abordagens efectivas para responder às necessidades dos adolescentes

 

Beneficiários e Locais de Implementação

  • Província: Província de Maputo

Distritos:

  • Matola
  • Marracuene
  • Beneficiários:
    • Principais: adolescentes 10-19 anos; HIV +/-, OVC
    • Pessoal de saúde, professores, estudantes, líderes comunitários
  • Parcerias: MISAU, DPS, SPS, DPEDH, UaV, Namati

 

Intervenções Chave

  • Formações do pessoal de saúde para a melhoria de qualidade de atendimento nos 6 SAAJ das US beneficiárias
  • Implementação do SAAJ Móvel
  • Formações dos adolescentes e dos professores e promoção de eventos educativos nas escolas e na comunidade
  • Mobilização comunitária e empoderamento dos jovens:

10 MT
Informação Pessoal

Donation Total: 10 MT